Episódio 01 - O conceito

Modelando a leveza

Entrevista com
Stefano Strappazzon,
Coordenador do Projeto 1708.

1708 é um projeto que pode ser implementado apenas em Borgo Panigale, Bolonha, na Ducati Motor Holding. É um projeto onde excelência, engenharia e sonhos se unem em uma direção que é tão aspiracional quanto performativa. É um projeto tão etéreo e ainda tão extremamente concreto, feito de matéria, som, tecnologia futurística, velocidade e emoções muito fortes.

Conversamos sobre isso com Stefano Strappazzon, Proprietário do Projeto 1708.

“É o sonho de todo projetista poder trabalhar em um projeto como 1708. Você tem a possibilidade de desenvolver soluções que nunca poderiam ser colocadas no mercado de outra forma. É uma oportunidade única, sentar-se com a equipe no início do projeto com a consciência de que estamos todos reunidos para buscar fazer o máximo que pode ser feito, criar uma nova referência do ponto de vista de engenharia e pesquisa.”

1708 é um projeto no qual o aspecto sonhador é fundamental. Porque a busca é criar uma moto que possa estabelecer um novo pico de engenharia. Essa meta alta motivou a equipe da Ducati a fazer o máximo para pensar e implementar um novo processo de desenvolvimento que mostrou estar mais próximo da aeronáutica do que do motociclismo.

“Com o 1708 conseguimos dar espaço a nossa fantasia em termos de soluções técnicas, materiais, processos, com o objetivo de exasperar todas as características e alcançar o máximo desempenho. É um processo semelhante ao que a Ducati Corse faz para a MotoGP. Mas no fim do projeto, devemos garantir a confiabilidade completa para a vida do meio, não apenas para a temporada de corrida em curso. Podemos dizer quase que o 1708 seja uma MotoGP com espelhos e porta-placa”

 

 

Todos os métodos de cálculos para o teste do componente são da Ducati Corse. Mas a equipe do Corse não garante os componentes pelo tempo de duração da moto, apenas para algumas corridas ou no mínimo uma temporada. Com o 1708, usamos as mesmas tecnologias e materiais usados para protótipos, mas garantimos a confiabilidade de uma moto em série. Assim como na aeronáutica, desenvolvemos um número impressionante de simulações virtuais, submetemos os componentes a verificações termográficas, tomográficas e ultrassônicas. Queremos que cada um dos 500 modelos produzidos seja perfeito.

“1708 é um projeto no qual tomamos a liberdade de poder dedicar um precioso processo manual, quase artístico, ao projeto dos componentes e do motor, para intervir com todo o conhecimento da Ducati para consolidar a confiabilidade de cada componente como se fosse realizado industrialmente. É uma condição sem igual no mundo do motociclismo, verdadeiramente um sonho.”

 

 

Sonhos reais são tudo, menos inconsistentes. A partir de sonhos são geradas ideias, as ideias se tornam projetos, os projetos se tornam protótipos e os protótipos se tornam resultados e emoções. Nunca devemos subestimar os sonhos. A história da Ducati, assim como seu presente, mostra que sonhos são a inspiração fundamental por trás de cada projeto. Sem uma visão, mesmo que utópica, não é possível evoluir.

”Os projetos como 1708 são uma demonstração, onde mostramos aquilo que sabemos fazer. Mas também são momentos importantes de inovação para a empresa. Através dos testes nos materiais compósitos definimos processos que influenciam positivamente o know-how de toda a empresa.

E o resultado é surpreendente nos parâmetros que o caracterizam e no desempenho, e principalmente, como é lido na alegria estática no rosto dos nossos pilotos quando descem da moto durante os testes.”

Um investimento em pesquisa e desenvolvimento que é realmente importante para nós, especialmente se considerarmos que foca em apenas 500 modelos de edição limitada.

1708 é um projeto extremamente Ducati, no qual projetamos progressivamente cada barreira de viabilidade desconhecida e moldamos a leveza em emoção de velocidade total.